Salário de Engenheiro Civil

A discussão é já antiga. Quando ganha/deve ganhar um engenheiro civil?

Na minha opinião, um recém-licenciado (ou recém-mestrado) no mínimo dos mínimos deverá ganhar duas vezes o ordenado mínimo nacional. Ora actualmente o salário mínimo é 475€ (com tendência a subir para 500€ ainda este ano), pelo que o salário mínimo de um Engenheiro Civil deveria ser 950€. No Brasil, por exemplo, ganha-se 12 vezes o ordenado mínimo nacional (sim, 12!). Mas esta grande diferença tem a ver com o facto de o ordenado mínimo brasileiro ser mesmo muito baixo.

Considerando que recebe 950€ enquanto estagiário, um engenheiro civil deverá receber 1200€ a 1500€ após estágio. Existem muitas variáveis em jogo pelo que não é fácil atribuir um salário base para um engenheiro civil. À partida um engenheiro de obra recebe mais que um de gabinete (por conta de outrem). É necessário fazer a opção entre trabalhar poucas horas e receber pouco, ou trabalhar muitas horas e receber muito. É preciso também ter em atenção às regalias oferecidas, nomeadamente, internet, telemóvel, viatura, entre outros.

Claro está que mal se saia da Universidade vai-se receber propostas de emprego recebendo 750€ (para não dizer menos) sem qualquer regalia “extra”. Isto deve-se à crise, saturação do mercado e excesso de Engenheiros Civis em Portugal.

Ultimamente tem-se verificado que as empresas fazem renovação de estagiários, isto é, as empresas oferecem o primeiro emprego a recém-licenciados e recebem as benesses que daí advêm. No entanto, quando acaba o contrato, este não é renovado pelo que a empresa contrata um novo trabalhador “lowcost” (estagiário diferente). Nos primeiros anos o ordenado não vai reflectir aquilo que o engenheiro faz. Obviamente que aqueles que melhor desempenharem a sua função, verão os seus ordenados a aumentar, ao longo de todo o percurso profissional.

 Mas com a crise que assola Portugal, arranjar emprego é, por si só, uma grande sorte.

Será a Engenharia Civil um emprego bem pago?

Anúncios

35 responses to this post.

  1. Posted by Alexandre on 02/03/2011 at 22:29

    Bom Post!
    É um emprego muito mal pago. Tive um ano sem emprego, depois pelo factor “C” (leia-se cunha) entrei para uma pequena empresa na qual estou a receber 600 mensais sem nenhuma regalia extra.
    E andei a estudar 5 anos para isto

    Responder

  2. Posted by Bruno Torre on 02/04/2011 at 17:58

    Muito bom este post! Mas eu penso que fundamentalmente é importante a universidade onde estudamos. Eu particularmente ando na UTAD e tenho algum receio, pois penso que não é uma universidade muito conceituada.

    Responder

    • Obrigado pelos elogios. Sim, de facto a universidade é importante, mas não é o mais importante. Mas isso será um assunto que abordarei nos próximos dias. Mantenha-se atento 🙂

      Responder

  3. Posted by Liliana on 02/07/2011 at 9:08

    Já deve ter sido bem pago. Atualmente o desemprego é uma certeza cada vez mais certa!

    Qualquer dia, nós engenheiros (sou engenheira civil há mais de 10 anos) pagamos para trabalhar. Salários miseráveis, poucas ou nenhumas regalias, muito trabalho e imensa responsabilidade.

    O que está na moda é ser-se engenheiro “facilitista” e não quem realmente honra principios básicos da profissão. Esses? Como já me disseram “não vai sair da “cepa torta””.

    E agora, os novos cursos de Bolonha, o descalabro chegou à profissão! 4 anos de frequência e não sabem o que é uma “cantaria”…

    Sinceramente? Estou desiludida!

    Responder

    • É sempre de lamentar o estado a que isto chegou. Mas não é só na Engenharia Civil. É em quase tudo. Cada vez é mais dificil “arranjar” emprego e quando se “arranja” é ridiculamente mal pago. Mas melhores tempos virão (esperemos nós).

      Responder

  4. Posted by monica on 02/08/2011 at 19:51

    os elogios nunca são poucos: excelente blogue!
    estou completamente de acordo com a opinião da Liliana, às vezes interrogo-me se esta profissão é para mulheres ;DD

    Responder

    • Obrigado mónica pelo elogios 🙂
      Claro que também é uma profissão para mulheres. Mas é um facto que estas têm maiores dificuldades de adaptação ao trabalho de obra. Mas penso que haja espaço para todos.

      Responder

  5. Posted by Liliana on 02/09/2011 at 8:14

    Mónica, em obra não existe problema algum. Apenas te queimas mais e apanhas mais pó. Mas quando é para trabalhar não interessa o local.

    Há muita discriminação é na contratação de mulheres para a Direcção de Obra. Muitos patrões, por vezes, tem outras intenções!

    Gosto de ser engenheira, mesmo que às vezes me depare com imensas dificuldades em o ser na amplitude da profissão e monetáriamente esteja longe de compensar.

    Responder

  6. Posted by bruno on 02/11/2011 at 17:00

    Com sorte ainda levamos porrada pelo patrão não pagar aos subempreiteiros…

    Responder

    • Posted by Liliana on 02/12/2011 at 0:13

      A situação mais complicada que tive a nível de ameaça física, foi quando, tinha acabado de ser contratada por uma empresa fazia uma semana e desloquei-me a uma obra onde um funcionário me apontou uma rama branca e exigiu-me o dinheiro que essa empresa lhe devia. Valeram-me os colegas dele que o acalmaram e o chamaram à razão, dizendo que eu não podia fazer nada… Sou fiquei nessa empresa 15 dias!

      Responder

      • Posted by Hugo on 02/15/2011 at 17:21

        Quero partilhar um pouco a minha experiência.
        Terminei o curso em Julho 2005 na U.Minho. Logo em Setembro comecei a trabalhar e a ganhar uns míseros 400euros mensais. Não durou muito a procurar algo melhor.
        Encontrei, passados 6 meses, e fui ganhar logo 1000€ + carro de empresa.. era mt bom para quem tinha 6 meses de experiência pois a maior parte dos meus colegas ganhavam uns 750€ de estagio profissional. passado 2 anos troquei de empresa e fui ganhar 1500€. mas como não há bem sem um mal, o ambiente de trabalho era péssimo e tive de sair logo após o 5º mês. Retomei aos 1000€ e sem carro de empresa.
        Conclusão, com 5 anos de experiência de engenheiro em obra, ganho o mesmo de qd tinha 6 meses e ainda por cima tenho de me deslocar com o meu carro para a sede da empresa.
        Havendo trabalho e salário, nos tempos de crise que estamos, já não é mau!!

  7. Posted by Miguel on 02/16/2011 at 1:14

    Antes de mais, quero deixar os meus parabéns ao criador deste blog. Estava a passear pela Internet e vim dar, sem querer, com este excelente blog, que na minha opinião já possui (tendo em conta que foi criado à pouco tempo) alguns assuntos muito interessantes, e que já responderam a algumas dúvidas que eu tinha.

    Gostei bastante deste Post, muito informativo, para um aluno de engenharia civil do 1º ano de mestrado, sem qualquer tipo de experiência profissional!

    É sempre bom saber que o futuro profissional que se avizinha não parece muito risonho em termos monetários. Bastante animadora a realidade…

    Excelente post. Bastante esclarecedor. No que puder, procederei à divulgação deste blog.

    Continuação do bom trabalho.

    Responder

    • Posted by Inaa on 02/17/2011 at 15:34

      Olá!! Eu tenho 16 anos e estou no 11º anos, em Artes Visuais, estava a pensar em seguir arquitectura mas estou a desistir dessa ideia porque para além de não ter média suficiente, ja sei que as condiçoes de trablho nao são as melhores( falo de salarios, recibos verdes, etc). A minha segunda opção é Engenharia civil, então gostava que me dissesses em que universidade estás, com que média entraste e o que estás a achar do curso até agora. Obrigada!!
      Ah e gostei do blog =D

      Responder

  8. Posted by José Santos on 02/18/2011 at 16:59

    Excelente blog desde ja muitos parabens, estou no 12 ano a camainho da universidade estou no curso ciencias e tecnologias e estou a pensar seriamante seguir engenharia civil so que nao sei bem se ei-de escolher ou nao primeiro estou com receio de entrar e ficar bastante desiludido ou pela materia ser dificil ( que todos os cursos sao) ou entao por passar 5 anos a matar-me ao duro e depois acabar com um ordenado misere alguem me poderia dar uma opiniao ‘
    desde ja muito obrigado

    Responder

    • Na escolha de um curso tens que ver aquilo que realmente gostas. Se gostares de Engenharia Civil, fores bom a Matemática e a Física, fazes o curso com uma perna atrás das costas.
      Quanto às prespectivas de Emprego, o país está como está e não é fácil arranjar emprego em quase tudo. E se calhar engenharia civil, por muito má que esteja a empregabilidade neste sector não é a pior das opções.

      Responder

  9. Posted by mário on 02/18/2011 at 17:01

    Parabéns pelo excelente blog

    Antes de mais começo por fazer uma correcção ao post inicial.
    “ É necessário fazer a opção entre trabalhar poucas horas e receber pouco, ou trabalhar muitas horas e receber muito”
    Provavelmente o\a colega não tem conhecimento das duas realidades.
    Se trabalhar num grande gabinete de projecto trabalha muitas horas pode ou não ganhar bem, como também se trabalhar em direcção de Obra pode trabalhar muitas horas e ganhar mal…
    Cada situação é diferente…depende de vários factores….pelo que essa frase é um tanto ou quanto vazia de certeza.

    Relativamente a questão que é colocada eu diria que os Engenheiros são muito mal pagos tendo em conta a responsabilidade, o tempo de trabalho em média…as “dores de cabeça”…etc…
    Hoje em dia reparo que os colegas recém licenciados só para estar a “ trabalhar” sujeitam-se a tudo…ganhar quase nada…. ou mesmo de graça…dizem eles que é para ganhar Experiência… muitos deles não sabem a responsabilidade que estão assumir……

    Vemos outros que fazem projectos de todas as especialidades por tuta e meia….dizem eles que é a crise…seguro!!!!…software!!!!…impostos!!!!!…nada disso….não é necessário….o tuga é habilidoso

    O cliente não tem dinheiro para pagar os projectos a preços decentes mas depois tem dinheiro para comprar um candeeiro XPTO…ou uns sofás italianos……

    Em Espanha…se querem um projecto todos os custos são pagos ás Ordens e são eles que pagam os honorários…

    A crise não pode ser justificação para tudo….não é de certeza…

    Temos um ORDEM que apenas cobram cotas e emitem declarações….VERGONHA…nada faz para defender os seus membros…

    Acima de tudo queria dizer que é responsabilidade de cada um de nós tentar mudar esta mentalidade corrupta…exploradora…e denunciar estas atitudes PODRES e VICIADAS da nossa classe.

    Cumprimentos

    Responder

    • Se calhar fui mal interpretado. O que eu quis dizer é que para se ganhar bem é preciso trabalhar muito. O que não quer dizer necessariamente que se trabalhar muito vai-se ganhar muito. Isto é como um quadrado que é um quadrilátero, mas um quadrilátero não é necessariamente um quadrado.

      Responder

  10. Posted by Liliana on 02/21/2011 at 19:49

    O Mário tem toda a razão… Engenheiro Civil mais parece um desenrasca por tuta e meia… Mas e a responsabilidade? Como é?

    Estou a título pessoal a ter problemas com isso de encaixar “responsabilidade”… Vou relatar o meu caso aos responsaveis do Blog e se estes o entenderem, que publiquem a minha história e que esta ajude colegas a se precaverem…

    A nova moda dos empregadores de engenheiros civis é contratar colegas inscritos no Fundo de Desemprego…

    É secundário, terciário se temos diversas formações, experiência… O que interessa aos patrões é ir buscar uns trocos ao Estado para tirar, temporáriamente, da estatística de desempregados…

    Respondi a um anúncio enviando o meu curriculo com dez anos a exercer a profissão e recebo as seguintes questões por mail

    “Desde já agradeço o facto de nos estar a enviar o seu currículo, sendo que gostaria de obter as seguintes respostas?

    1. Qual a sua situação actual a nível Professional?

    2. Qual o valor do seu ultimo vencimento e data do mesmo?

    3. Em caso de acordo qual a sua disponibilidade para começar?

    4. Caso esteja em regime de fundo de desemprego, quantos meses ainda usufrui e qual o valor que recebe?

    Agradeço antecipadamente as respostas”.

    Achei estranhas as questões, mas lá respondi que estava a trabalhar e demais questões colocadas…

    Recebo como resposta: só estamos interessados em quem esteja no Fundo de Desemprego…

    ………

    Responder

  11. Posted by Alexandre Gomes Araujo on 04/23/2011 at 1:55

    Desde ja começo por dar os parabéns por este blog! Ja vi que vocês tem varias opiniões à cerca da nossa profissão, daí eu tambem deixar a minha crítica, eu tambem tou a exercer a profissão, tirei o curso no politécnico de bragança, os primeiros meses de trabalho foram bastantes trabalhosos, acarretava ja alguma responsabilidade e o salario era miseravel. Passado um ano, ja com alguma experiência, deixei de trabalhar para a empresa e comecei por conta própria, e ai o meu salário triplicou. Pessoal não se deixem explorar, a muitos patrões que vivem bem as vossas custas, sejam mais inteligentes do que eles e mandem-se para o mercado de trabalho sozinhos (com alguma experiencia profissional claro). Conseguem ganhar muito mais e não trabalham tanto, muito boa gentinha se desculpa com a crise para explorar os empregados. Sejam profissionais,dedicados, e desenrascados, são a chave para o sucesso. A nossa profissão é de grande responsabilidade, não podemos deixar que não nos dêem o devido valor por isso. Não se esqueçam que a muitos engenheiros que ficaram sem carteira profissional, com processos pesados em tribunal.Tenham cuidado da maneira que elaboram o projecto, principalmente na parte de segurança, arranjem sempre uma forma de “fugir a responsabilidade”, se houver algum acidente em obra, a responsabilidade recai sobre o engenheiro, so que o engenheiro n é nenhum deus, não pode manipular os operários da forma que quere, eles são humanos, não são robôs,especifiquem, mesmo que haja pormenores que lhe pareçam irrelevantes.

    p.s. Não liguem muito a escola onde voces tiram o curso, não tem tanta influencia como se pensa, o que importa é que vocês saibam ser profissionais!

    Responder

  12. Posted by Bruno Daniel Madaleno on 04/24/2011 at 20:32

    Queria pôr uma questão: Engenheiros em Portugal Recebem Mais que os Arquitectos ? Sei que não é essa a questão, pois está mais dirigida para os Engenheiros Civis, mas eu estou a acabar o Curso de Arquitectura, e sempre me interroguei sobre essa questão. Em Arquitectura está muito critico, penso que o cenário é idêntico até porque pertencemos todos ao mesmo universo, que é a construção.
    Em principio está mau para todos :S mas gostava de ouvir a vossa opinião

    Responder

    • Posted by Liliana on 04/27/2011 at 10:09

      Sinceramente? A crise é tão bera para os Engenheiros como Arquitectos… Aliás… Para os trabalhadores em geral…

      Responder

      • Posted by Nuno on 06/29/2011 at 11:39

        Se tivermos em conta que um projecto de arquitectura custa tanto como as especialidades todas juntas em fase de licenciamento….. o arquitecto ganha bem mais

  13. Posted by Ângelo on 04/28/2011 at 16:56

    Dei com este blogue e vou deixar a minha experiencia até ao momento sobre o assunto predominante, a crise. Em portugal, está muito mau para nós engenheiros civis, seja pessoal que trabalha em obras publicas, sejam obras particulares, está tudo reduzido a nada. Simplesmente, vivemos num país pequeno, que atingiu a maturidade em termos de desenvolvimento. Começa a ser ridiculo, tanta auto estrada, neste momento há 2 para ir de porto a lisboa, e vai uma terceira em construçao. Às vezes penso que é para o autocarro do benfica ter opções nas deslocaçoes ao norte :D. Em todo o caso, retomando o assunto, tenho colegas de curso com 5 anos de experiencia a trabalharem 10, 11 , 12 horas por dia por 600€/mes. a maioria cifra-se nos 1000. somos a geraçao dos mil. Aparecem uns felizes contemplados lá muito raramente que chegaram a directores de produçao e la ganham 2000, 3000, mas muito poucos mesmo. A unica opçao, e quanto mais rápido nos convencermos é angola, brasil.
    Abc a todos

    Responder

  14. Posted by Fábio Formigo on 04/29/2011 at 2:51

    Boa Noite!

    E como conseguir uma colocação para ir para um país desses? Das minhas pesquisas encontro muito pouco, o que encontro é essencialmente no Netempregos em que pedem 5, 10 ou as vezes 15 anos de experiência… Onde ficam os mais novos a trabalhar? 😦
    Estou esperançado que avancemos definitivamente para a reabilitação em Portugal!

    Cumprimentos

    Responder

    • Posted by Liliana on 04/29/2011 at 8:40

      Fábio Formigo tenha muita atenção aos anúncios que solicitam profissionais para o exterior. Os potenciais empregadores devem estar devidamente identificados e aconselho-o a “googlar” sobre os mesmos!

      Pode ser aliciante ir para o exterior, atrás de um melhor ordenado, mas nem sempre tudo o que oferecem o é na realidade e às vezes podemos-nos meter em complicações.

      Se houver uma empresa que se identifique e tenha uma boa proposta de trabalho, recomendo que contacte o consulado Português nesse Pais para saber se lhe podem dar algum tipo de informações sobre a mesma.

      Boa sorte e tudo de bom!

      Responder

  15. Posted by Jefter on 05/02/2011 at 1:15

    Olá tudo bem,
    Não sabia da crise da profissão ai em portugal, pois aqui no Brasil Falta engenheiro, o salario de recem formados aquí chega a 7 mil reais. Eu tenho 6 anos de formado e abri mao de meu emprego que pagava 15 mil reais com as regalias para montar meu proprio negócio.

    A Brasil não tinha uma fase dessa deste os anos 70.

    Abraço a todos

    Responder

  16. Posted by Daniel Paiva on 05/12/2011 at 18:43

    olá, muito boa tarde.

    Sou estudante do 12ºano, e estava a pensar seguir a area de engenharia civil, mas pelo que vejo neste site as coisas nao estao muito faceis, para no fim do curso arranjar emprego. Será que devo seguir engenharia cevil???

    Cumprimentos
    Daniel Paiva

    Responder

    • Neste momento em Portugal está tudo mal. Por isso, a não ser que vás para medicina, terás dificuldade em encontrar emprego. Agora se gostas de Engenharia Civil, esforça-te no resto do ano e nos exames para ires para uma boa universidade. Depois lá esforça-te para aprenderes de tudo e serás um engenheiro de sucesso

      Responder

  17. Posted by Carlos on 05/30/2011 at 19:12

    Parabéns pelo blog.
    Sou finalista do mestrado (bolonha) e agora é que me começo a deparar com a enorme dificuldade em arranjar emprego por parte de um engenheiro civil (sabia que as coisas não tavam fáceis, mas desta forma nunca pensei). As ofertas que existem são muito poucas, e as poucas que existem ou exigem experiência ou são muito mal pagas (600,700€), o que é uma vergonha para quem andou a estudar 5 anos, num curso que não é particularmente fácil. O que acontece é que quando envio um curriculo estou a concorrer directamente com pessoas que já têm experiência na área devido à taxa de desemprego na área (que tende a aumentar) e o que torna as coisas muito complicadas.
    Penso que irremediavelmente, muitos de nós (recém-formados e não só) terão que ir trabalhar para um país estrangeiro ou tentar a sorte e lançarem-se às feras sozinhos, abrindo empresas e criando os seus próprios postos de trabalho. A minha pergunta é, estas situações sao razoáveis sem nenhuma experiência profissional?
    Não se afigura fácil, esperemos melhores dias. Cumprimentos

    Responder

  18. Posted by Marcus on 06/03/2011 at 4:15

    Caros,
    Conforme já dito pelo colega, aqui no Brasil a engenharia de uma maneira geral está indo muito bem, sobretudo devido às oportunidades advindas da copa de 2014 e olimpíadas de 2016 (acho eu).
    Realmente faltam profissionais no mercado e os poucos restantes são disputados a unhas. Porém convém a quem queira vir tentar a sorte no Brasil, procurar primeiramente validar seu diploma aqui, segundo as regras do MEC (sito: http://www.mec.gov.br).
    Mudando de foco, estive aí em Portugal em janeiro deste ano e fiquei muito surpreso com os comentários sobre a “crise” que o país enfrenta, e de como os profissionais de nível superior são pouco remunerados, sobretudo considerando o grau de responsabilidade por estes assumido.
    No mais digo que tanto o Brasil com Angola são países em pleno desenvolvimento, e este desenvolvimento é inevitável. Daí por que não fazer como vossos antepassados e lançar-se aos novos desafios e oportunidades dalém mar?
    Concluindo desejo uma boa sorte a todo o Portugal.

    Responder

    • Posted by Liliana on 06/04/2011 at 12:45

      Muito, mas muito sinceramente, não sei se não vou começar a procurar uma oportunidade profissional por ai…

      Por cá, o mercado entrou em rotura, a oferta é pouca e procura é muita.

      Vou aproveitar a dica e vou à luta… Sem trabalhar não fico e eu gosto imenso do que faço e para o qual estudei arduamente.

      Responder

  19. Posted by Pereira on 06/14/2011 at 22:52

    Encontrei este site por acaso, e como sou engenheiro civil (mas não exerco) vou deixar o meu comentário. Conclui o curso à 2 anos e pouco atrás e estive a trabalhar numa empresa a qual me pagava 600€ (iliquidos….). Fiz lá o meu estágio de 8 meses, depois desisti porque os meus pais tinham de me ajudar com as despesas…. Ao fim muito procuar consegui um emprego como diretor de obra mais perto de casa com um ordenado de 750€ (liquidos)…. Trabalhava 12 horas por dias, andava todo o dia com o meu carro e os problemas eram tantos que nem dormia de noite. Desisti e hoje trabalho por conta própria na minha vila a fazer uns pequenos trabalhos como empreiteiro – sou o chamado trolha. Não digo que fossem 5 anos perdidos a estudar mas se fosse hoje nunca tinha escolhido este curso… Boa sorte a todos os Engº e desculpem o testamento….

    Responder

  20. Posted by ana on 06/28/2011 at 21:28

    Olá! Desde já quero felicitar-te pelo teu blog, porque está espectacular.
    Estou no 11º ano em ciências e tecnologias matemática e física são as minhas disciplinas favoritas e que tenho mais facilidade, mas também tenho consciência que o ensino secundário é muito facilitado desde da introdução das máquinas gráficas e por saber que não vou puder utilizá-las na universidade não sei se terei assim tanta facilidade. Por outro lado fiquei desiludida por saber que um ou uma engenheiro(a) civil recebem mal, porque afinal é um curso de 5 anos!!!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: